Meu Perfil
BRASIL, Nordeste, MONTEIRO, São Vicente, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, English



Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Radio IPB
 Instituto Bíblico Eduardo Lane
 Site Monergismo
 Cristão Reformado
 Os Puritanos
 Radio Presbiteriana de Maracaju-MS
 Nosso Andar Diário - Reflexões sobre Fé e Vida
 Palavra Pastoral - Hernandes Dias Lopes
 Missº Daniel Alves
 TV/IPB - A Televisão da Família Cristã
 Missionária Danielle Durães
 SBB
 Cruzada Estudantil e Profissional Para Cristo
 Chamada da Meia Noite
 Sociedade Bíblica Ebenezer
 APEC
 Ame Menor
 Vinde Meninos
 Grafica Aleluia
 AMME Evangelizar
 SEPAL
 Os Bem Aventurados
 Cruzada Mundial de Literatura
 Editora União Cristã
 JUERP
 JUVEP
 JOCUM
 Novo Olhar Reformado
 FÉ REFORMADA - SER REFORMADO É SER BÍBLICO
 Pb. Solano Portela (Teologo Reformado)
 Sociedade Calvinista
 Faculdade Internacional de Teologia Reformada
 Faculdade Fides Reformada
 Igreja Presbiteriana de Buique/Catimbau
 Igreja Presbiteriana das Graças, Recife-PE
 Igreja Presbiteriana de Janaúba
 Expondo as Escruturas - Fernando Souza
 FaCuldade Teológica Fimemon
 Instituto Teológico Gamaliel
 Igreja Presbiteriana Conservadora do Brasil
 Igreja Presbiteriana Independente do Brasil
 Igreja Presbiteriana Renovada do Brasil
 Igreja Presbiteriana Fundamentalista do Brasil
 Igreja Presbiteriana Biblica Fundamentalista
 Revista Eletronica Vitrine do Cariri
 Instituto Bíblico Rev. Augusto Araújo
 CEIBEL - Curso de Evangelista/Missionário
 Curso de Liderança à Distância
 Missionario Josenildo Virgolino
 Instituto Bíblico Reformado
 MISSº VERONILTON PAZ - SERMÕES E ESTUDOS BÍBLICOS
 Agência de Busca e Salvação - ABS VIDA
 VIVENDO PELA PALAVRA
 Faculdade Nacional de Teologia Livre
 Universidade da Bíblia
 Pb. André Sanches - Igreja Presbiteriana Bela Jerusalém
 Rádio Reformada - Santifica-os na Verdade


 
Cariri Reformado


MANÁ DIÁRIO – GENESIS 37.18-36

18 De longe o viram e, antes que chegasse, conspiraram contra ele para o matar. 19 E dizia um ao outro: Vem lá o tal sonhador! 20 Vinde, pois, agora, matemo-lo e lancemo-lo numa destas cisternas; e diremos: Um animal selvagem o comeu; e vejamos em que lhe darão os sonhos. 21 Mas Rúben, ouvindo isso, livrou-o das mãos deles e disse: Não lhe tiremos a vida. 22 Também lhes disse Rúben: Não derrameis sangue; lançai-o nesta cisterna que está no deserto, e não ponhais mão sobre ele; isto disse para o livrar deles, a fim de o restituir ao pai. 23 Mas, logo que chegou José a seus irmãos, despiram-no da túnica, a túnica talar de mangas compridas que trazia. 24 E, tomando-o, o lançaram na cisterna, vazia, sem água. 25 Ora, sentando-se para comer pão, olharam e viram que uma caravana de ismaelitas vinha de Gileade; seus camelos traziam arômatas, bálsamo e mirra, que levavam para o Egito. 26 Então, disse Judá a seus irmãos: De que nos aproveita matar o nosso irmão e esconder-lhe o sangue? 27 Vinde, vendamo-lo aos ismaelitas; não ponhamos sobre ele a mão, pois é nosso irmão e nossa carne. Seus irmãos concordaram. 28 E, passando os mercadores midianitas, os irmãos de José o alçaram, e o tiraram da cisterna, e o venderam por vinte siclos de prata aos ismaelitas; estes levaram José ao Egito. 29 Tendo Rúben voltado à cisterna, eis que José não estava nela; então, rasgou as suas vestes. 30 E, voltando a seus irmãos, disse: Não está lá o menino; e, eu, para onde irei? 31 Então, tomaram a túnica de José, mataram um bode e a molharam no sangue. 32 E enviaram a túnica talar de mangas compridas, fizeram-na levar a seu pai e lhe disseram: Achamos isto; vê se é ou não a túnica de teu filho. 33 Ele a reconheceu e disse: É a túnica de meu filho; um animal selvagem o terá comido, certamente José foi despedaçado. 34 Então, Jacó rasgou as suas vestes, e se cingiu de pano de saco, e lamentou o filho por muitos dias. 35 Levantaram-se todos os seus filhos e todas as suas filhas, para o consolarem; ele, porém, recusou ser consolado e disse: Chorando, descerei a meu filho até à sepultura. E de fato o chorou seu pai. 36 Entrementes, os midianitas venderam José no Egito a Potifar, oficial de Faraó, comandante da guarda.

 

JOSÉ, O FILHO ULTRAJADO E TRAÍDO PELOS FILHOS DE SEU PAI.

Quem já sofreu ultraje e traição sabe o quanto é difícil, pois esta acontece por meio de pessoas que temos convivência e muitas vezes amizade, no caso de José, ele já era odiado por seus irmãos porque ele tinha mais intimidade com o seu pai e seu pai com ele, porém, sendo irmãos de sangue, quem sabe o jovem não imaginasse que eles seriam tão audaciosos e maldosos a ponte de prejudicar alguém do seu próprio sangue. Os irmãos de José já demonstravam que já lhe tinham ódio desde cedo (Gn 37.4), também não o suportavam por causa de sonhos que Deus lhe dava (Gn 37.5-11), eles eram pessoas sem caráter e José por não concordar os denunciava (Gn 37.2), José pagou um preço por sua obediência a seu pai, por sua integridade e por ter sonhos revelacionais de Deus, isto atraiu o ódio de alguns e eles só esperavam a hora para  fazer-lhe o mal, toda aquela traição teve uma seqüência de atos e a partir do tema acima iremos tratar um pouco sobre eles, vamos lá gente?


Primeira, A traição feita a José foi iniciada com uma conspiração: Aqueles irmãos de José planejaram tudo contra ele, a passagem fala sobre isso falando que: 18 De longe o viram e, antes que chegasse, conspiraram contra ele para o matar” (v.18). O Dicionário Online de Português atesta que conspiração é: Maquinação; ação de construir um plano que prejudica alguém, geralmente um governante ou uma pessoa poderosa: conspiração contra a presidente.Conluio; ação de quem busca prejudicar alguém, com a ajuda de uma outra pessoa.Trama; ação de combinar algo, secretamente com alguém, contra uma terceira pessoa. Ou seja, eles tramaram de maneira secreta a malévola contra a vida do próprio irmão, o mundo também tem conspirado contra o povo de Deus, às escuras, para prejudicar e fazer o povo de Deus cair, o mundo nunca vai querer o bem do povo de Deus, se o mundo está amando você, é porque você está mais próximo dele e longe de Deus. José foi odiado não por causa dos seus erros, mas por causa dos seus acertos, quando o mundo estiver conspirando contra você, saiba que estás mais próximo de Deus. José sofreu esta conspiração, mas além disso ele foi humilhado pelos seus irmãos, verdade esta que será tratada abaixo. Confira o restante da mensagem em: http://missveronilton.blogspot.com.br/2017/03/genesis-3718-36-mana-diario.html



Escrito por Pb. Missº Veronilton Paz às 03h24
[] [envie esta mensagem] []



MANÁ DIÁRIO – GÊNESIS 37-12-17

12 E, como foram os irmãos apascentar o rebanho do pai, em Siquém, 13 perguntou Israel a José: Não apascentam teus irmãos o rebanho em Siquém? Vem, enviar-te-ei a eles. Respondeu-lhe José: Eis-me aqui. 14 Disse-lhe Israel: Vai, agora, e vê se vão bem teus irmãos e o rebanho; e traze-me notícias. Assim, o enviou do vale de Hebrom, e ele foi a Siquém. 15 E um homem encontrou a José, que andava errante pelo campo, e lhe perguntou: Que procuras? 16 Respondeu: Procuro meus irmãos; dize-me: Onde apascentam eles o rebanho? 17 Disse-lhe o homem: Foram-se daqui, pois ouvi-os dizer: Vamos a Dotã. Então, seguiu José atrás dos irmãos e os achou em Dotã”.

 

JOSÉ, O FILHO OBEDIENTE AO SEU PAI

Certa feita uma mãe que perdeu um filho em um acidente expressou uma frase que ficou marcada na mente de todos, dizendo que: “Meu filho sempre foi obediente, nunca transgrediu uma ordem minha”, isto nos leva a pensar sobre a questão da obediência que devemos ter aos pais, autoridades, acima de tudo, a Deus. José dando provas da sua obediência às ordens do seu pai, saiu para cumprir ordens dele, apesar de ser filho da mulher amada de Jacó, Raquel, ao contrário de se tornar um filho encostado, preguiçoso, desobediente, por causa da posição de proximidade que tinha junto ao seu pai, não foi isso que ele fez. Pelo contrário, foi obediente ao seu pai, se destacando não pelos mimos do pai a ele, e sim pela sua dedicação obediente a ele, sobre isto iremos extrair algumas lições praticas para a nossa vida.

 

Primeira, A obediência de José era digna de ser seguida porque ele fazia sem reclamar. Jacó precisou de José para ir procurar seus irmãos e saber como estavam, podemos examinar isto na passagem: 12 E, como foram os irmãos apascentar o rebanho do pai, em Siquém, 13 perguntou Israel a José: Não apascentam teus irmãos o rebanho em Siquém? Vem, enviar-te-ei a eles. Respondeu-lhe José: Eis-me aqui” (v.12-13). Podemos observar que Jacó deu uma ordem para que José fosse naquela missão, quem sabe José foi levando comida, água e outras coisas de necessidade deles, justamente para aqueles que zombavam dos seus sonhos, que lhes demonstravam ódio, ele poderia ter argumentado com o seu pai, mas ao contrário disto, obedeceu sem questionar dizendo: “Eis-me aqui”. Como você tem agido diante das ordens dos seus pais, autoridades, igreja, Deus? Obediência não deve ser forçada, mas feita de maneira voluntária, sem reclamar. Cristo disse que nos tinha como amigos (Jo 15.15), o que ele falava era de uma relação pessoal, nossa obediência não era por medo de um senhor carrasco, mas para satisfazer um amigo querido, faça como José diga eis-me aqui para obedecer Senhor, para o que o Senhor quiser. José além de obedecer sem reclamar, cumpria as ordens do seu pai em qualquer circunstancia, isto será visto agora.

 

Segunda, a obediência de José era digna de ser seguida porque ele fazia mesmo se isto trouxesse dificuldades para ele. Aquele menino era pau para toda obra, não se preocupava em fazer outra coisa senão agradar ao seu pai, sem pensar nos revezes, conforme se registrou: 14 Disse-lhe Israel: Vai, agora, e vê se vão bem teus irmãos e o rebanho; e traze-me notícias. Assim, o enviou do vale de Hebrom, e ele foi a Siquém. 15 E um homem encontrou a José, que andava errante pelo campo, e lhe perguntou: Que procuras?” (v.14-15). Andando por aqueles vales, montes ele poderia encontrar animais selvagens, peçonhentos, etc. Ele chegou a ficar errante pelo caminho, mas estava disposto a obediência, não estava se preocupando com isso, mas em obedecer ao seu Pai, no NT temos um homem que disse não ser a vida preciosa desde que cumprisse o seu ministério, ou seja, para ser obediente a Deus, poderia até morrer (At 20.24), Jesus disse que aquele que é fiel até a morte receberá a coroa da vida (Ap 2.10). Mesmo que surjam as dificuldades seja obediente meu irmão, obedeça ao Senhor de todo o seu coração. José não se preocupou com os problemas, para ele o importante era ser obediente. Temos sido obedientes nas horas das dificuldades ou somente quando tudo bem? Guardamos os preceitos do Senhor quando o céu está lindo e cor de anil ou quando surgem as noites escuras e tempestuosas? José foi obediente mesmo quando se perdeu no caminho ficando errante e eu e você? Além de guardar as ordens do pai sem reclamar e mesmo passando por dificuldades ele também fez de maneira completa, assunto este tratado abaixo.

 

Terceira, A obediência de José era digna de ser seguida porque ele fazia de maneira completa. José obedecia as ordens de maneira completa, ele não negociava nem deixava sua obediência pela metade, vejamos o texto aqui está descrito: 16 Respondeu: Procuro meus irmãos; dize-me: Onde apascentam eles o rebanho? 17 Disse-lhe o homem: Foram-se daqui, pois ouvi-os dizer: Vamos a Dotã. Então, seguiu José atrás dos irmãos e os achou em Dotã” (v.16-17). Tozer disse que já tentou viver obedecendo a Deus pela metade e Deus pelas Escrituras o fez entender que com Cristo é tudo ou nada, que com Ele quem não ajunta espalha (Lc 11.23), não tente brincar com Deus achando que pode servir a Deus e ao mundo ao mesmo tempo, Faraó tentou fazer uma proposta para Moisés para o povo sair do Egito, Faraó fez propostas para Moisés que ficassem as mulheres, meninos, gado, e Moisés foi enfático dizendo que “nem uma unha ficará” (Êx 10.26), A obediência de Moisés foi semelhante a José, foi completa, o nosso coração não pode está dividido. José não parou até encontrar seus irmãos (v.17), ele obedeceu de maneira completa, não fez pela metade, Deus não aceita o homem pela metade, Deus não divide sua glória (Is 42.8), busque obedecer não fazendo quase tudo, mas tudo. Como disse Spurgeon: “Com Cristo é tudo ou nada”, assim imite o servo José, seja obediente de maneira completa.

 

Para Concluir gostaria de relembrar o que vimos sobre José e sua obediência, enfatizamos que: A sua obediência foi feita sem reclamar, mesmo em meio à dificuldades e, de maneira completa. Você é obediente? Tem feito alegre ou murmurando? Quando a coisa fica difícil obedece ou tira o corpo fora? Faz de maneira completa ou quase tudo? Queridos a obediência é uma marca evidente do cristão, além de prestar submissão aos pais, autoridades, igreja, você precisa obedecer à autoridade suprema que é o Deus Soberano, Criador e Sustentador do universo. A maneira de obedecer a Ele está contido nas Escrituras. Quer saber quais são as ordens de Deus para você, leia a Bíblia, obedeça a Deus e seja feliz!

 

AUTOR: Veronilton Paz da Silva – Licenciado ao Sagrado Ministério (PRVP); Missionário Presbiteriano na Cidade de Sumé-PE (JMN/IPB); Bacharel em Teologia (IBHT); Licenciado em Letras – Língua Portuguesa (UEPB); Formação Presbiteriana de Evangelista/Missionário (CPO/IBN e CEIBEL); Pos Graduando em Estudos Teológicos (CPAJ/Mackenzie).

 

 



Escrito por Pb. Missº Veronilton Paz às 11h27
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]